A Fundação Lurdes Mutola, está inaugurando o projecto Movimento do Futebol Feminino. O projecto visa melhorar o futebol feminino em Moçambique, através do aumento da qualidade geral do jogo. Isto será feito através da organização de uma formaçã
Terça-feira, 25 DE Outubro 2011

 

Seleção Nacional de Futebol Feminino sub-17

A Seleção Nacional de Futebol Feminino sub-17, recebeu na tarde do dia 24 de Outubro um kit de material desportivo composto por bolas, mecos e camisetas entregue pela Comissão Nacional de Futebol Feminino que se fez representar pelo seu  Presidente Namoto Chipande e a vice-presidente Claudete  e as duas vogais Angélica Zibia e Leonora.

 

A entrega deste material foi testemunhado pelo selecionador Nacional Carlos Manuel, a sua adjunta Felizarda, a responsável pelo gabinete técnico Madalena Tajú e as jogadoras sub-17 e a imprensa.

 

De salientar que este material foi oferecido  a Comissão Nacional de Futebol Feminino(CNFF) pela empresa ProSport que é uma empresa de Gestão de Projetos Desportivos.

 

Este material vem para apoiar as seleções femininas nas suas preparações  para as competições que se avizinham com a sua congênere Sul Africana, encontro este que esta agendado para se realizar em Maputo e a  2ª mão será nos dias entre os dias 9 e 11 de Dezembro para o apuramento para o mundial de futebol feminino em Azerbaijão 2012

publicado por Futebol Femenino em Movimento às 15:02
Sexta-feira, 21 DE Outubro 2011

Um projecto de desenvolvimento do futebol feminino

Descrição do projeto


Este projeto “Futebol dá força” pretende fortalecer as mulheres jovens através do futebol. Através do futebol elas recebem melhor auto-confiança para ter responsibilidade para suas vidas. Meninas que assumem a responsibilidade por suas próprias vidas acabarãs por contribuir para o elevado estatúto das mulheres na sociedade.

 

Missão

 


Organizar equipas femininas para as mulheres jovens, entre doze e dezassete anos, para jogar futebol. As equipas serão um lugar de encontro para as meninas, onde elas podem se sentir conectadoas e pertecimentes. Portanto, é essencial para construir espírito de equipa. As equipas vão ser criadas nas escolas para alcançar o maior número meninas possível e facilitar a disponibilidade do projecto. A ligação entre a escola e algo divertido (o futebol) vai reforçar o interesse das meninas para a escola. Também contribui para uma maior aceitação do futebol feminino em geral. 

 

 

Visão

 


Através do desporto as meninas vão receber melhor auto-confiança e auto-determinação, que vão ajudar à elas em suas vidas. As equipas vão também ajudar no desenvolvimento do futebol feminino. Da criação de uma base de jovens jogadoras aumenta as possibilidades de ter um funcionamento e um futebol femenino sustentável. 

 

 

Valores

 


O projeto visa levantar o status das mulheres na sociedade. Vai integrar o futebol à educação para levantar e disseminar conhecimento sobre os direitos das mulheres, sexo seguro e os riscos do HIV/SIDA, matrimonio e gravidez precoce. Os treinadores das equipas vão transmitir estes valores através do futebol. Cooperação com diferentes organizações (por exemplo Unicef, WLSA, OMM, Forum Mulher etc.) é possível e importante para adquirir conhecimentos profissionais nessas áreas. 

 

 

 

Prático

 


O “Futebol dá força” elaborado por Cecilia Andrén Nystrom da Suécia, em colaboração com a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e o Fundação Lurdes Mutola (FLM). Será realizado sem patrocínio financeiro e todos os envolvidos vão trabalhar voluntariamente.

 

 

O projeto vai começar com cinco escolas nos bairros de Maputo. As escolas devem ser nos bairros onde algumas equipas femininas existem para possibilitar um formação com diferentes níveis do futebol feminino. O model vai criar movimentação entre escalões de formação, e as mais velhas jogadoras vão ser idolas para os mais jovens. Significa aumento ao ambição das meninas para jogar. Aumentará gradualmente o número de escolas e, se possível expandir o projecto para outras províncias em Moçambique.

 

 

Cecilia Andrén Nystrom vai trabalhar no projecto até Maio de 2012, e deixará preparado uma apresentação aos gestores locais para que o projecto continue.

 

 

 A Federação Moçambicana de Futebol (FMF) vai entrar em contacto com as escolas em Outubro de 2011. Cecilia Andrén Nystrom será responsável pela aquisição de materiais para o projecto. Durante a implementação do projecto a FMF será responsável pelo transporte de materiais e do treinador para as escolas.

 

 

A Fundação Lurdes Mutola (FLM), através a Sara Simone e a Sandra Kourouma, vão ajudar com informação relaçionada do futebol feminino e o experiençia do projecto Passabola, que foi eplementado anivel da FLM. O treinador principal da selecção national de Moçambique, o Carlos Manuel, vai ajudar com experiençia dele como treinador.  

 

 

Objectivos do projeto

  • Usar o futebol com o meio de aumentar a auto-confiança das meninas.
  • Educar e levantar conhecimento sobre os direitos das mulheres e informações relacionadas.
  • Desenvolver e elevar o status das mulheres na sociedade.
  • Aumentar o interesse e disponibilidade de futebol feminino.
  • Criar uma base de jovens jogadoras para melhorar futebol feminino à nível nacional.

 

Sumário


O “Futebol dá força” é um projecto de futebol feminina para mulheres jovens. O projecto usará o futebol como meio para levantar a auto-confiança das meninas e a longo prazo elevar o status das mulheres na sociedade. Ele vai criar uma base de jovens para melhorar o futebol feminino e aumentar o interesse e disponibilidade do desporto. Através da cooperação com as escolas o projecto chegará à muitas jovens que podem contribuir para o desenvolvimento do futebol feminino e a sociedade em geral.

 

 

 

Elaborado por: Cecilia Andrén Nystrom

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Futebol Femenino em Movimento às 10:04
Quinta-feira, 20 DE Outubro 2011

Numa medida que visa dar outro alento ao futebol feminino, conforme a recomendação da FIFA, a Federação Moçambicana de Futebol acaba de criar uma nova comissão que vai dar corpo as actividades “departamento”, nomeadamente com novas metas a curto, médio e longo prazos e um vasto plano de actividades de massificação e potenciação ao nível das províncias. Esta comissão vai tomar posse esta quinta-feira para em seguida exercer as suas funções.

 

 

O vice-presidente de Relações Públicas e Marketing, Namoto Chipande que se juntou este ano ao elenco da FMF é o membro da direcção que vai estar ligado directamente ao futebol feminino.

 

 

Entretanto, Namoto Chipande, tal Amir Gafur não toma possa, devendo fazê-lo os restantes componentes da comissão. 

Lurdes Mutola, a figura mais importante do desporto nacional está entre os nomes imprescindíveis que vão dar corpo a este novo grupo de trabalho.

Carlos Manuel, mais conhecido por Caló e Felizarda Malache também conhecida por Fifi continuam sendo a dupla técnica do respectivo combinado nacional.

 

 

Entretanto, o nosso país já inscreveu-se para duas importantes competições, nomeadamente a Copa das Nações de África a ter lugar no próximo ano, numa país e data a indicar e para a campanha de qualificação, zona africana, para o Mundial de 2013 cuja fase final terá em Uzbequistão.

 

 

publicado por Futebol Femenino em Movimento às 11:39
Terça-feira, 20 DE Outubro 2009

A Federação Moçambicana de Futebol (FMF), pessoa colectiva de Direito Privado e sem fins lucrativos, foi fundada em 01 de Janeiro de 1976, é constituída pelas Associações Provinciais de Futebol que nela estão filiadas, tem a sua Sede na Avenida Samora Machel nº 11, 2º andar, apartamentos 1,20 e 21 com o telefone nº 21300366 e Fax nº 21300367, Maputo.Gostaríamos de informar que, no período compreendido entre 1976 a 1990 os elencos federativos eram designados pela Direcção Nacional dos Desportos, e, a partir do ano de 1991, os mesmos eram escolhidos através do processo eleitoral mediante à apresentação das candidaturas e respectivos manifestos eleitorais.Nisto, a primeira Direcção da Mesa da Assembleia Geral da Federação Moçambicana de Futebol foi constituída aos 22 dias do mês de Dezembro do ano de 1989 tendo como Presidente o Senhor Dr. Joaquim Ribeiro de Carvalho, sendo o Senhor Manuel Mourais Pereira Braga Vice-Presidente e o Senhor Faruque Ismael Valgy assumiu o cargo de Secretário.

 

 

 

publicado por Futebol Femenino em Movimento às 11:55
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
arquivos
2011
2010
2009
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO